Diferenças culturais, formas de avaliação nas universidades estrangeiras, rotina e custo de vida. Essas são algumas das principais questões enfrentadas por estudantes da Uerj que participam de intercâmbios acadêmicos com outros países. Os dados foram apresentados pelo projeto UERJianos pelo mundo: Compartilhando experiências sobre intercâmbio acadêmico através das redes sociais, no último dia da mostra da Uerj Sem Muros, sexta-feira.

Surgido da parceria entre Laboratório de Tecnologia da Informação e Comunicação (LaTIC) com a Sub-reitoria de Graduação, tem o intuito de abordar a relação dos alunos com as novas tecnologias, sobretudo as redes sociais. O projeto conta com informações divulgadas pelo Departamento de Cooperação Internacional (DCI) numa lista com os nomes dos alunos que viajarão para o exterior, que são contatados pelos responsáveis pelo projeto.

O projeto também coleta os programas de intercâmbio dos quais os uerjianos fazem parte, os documentos requeridos, se os países são receptivos aos estudantes, e quaisquer informação que possa ser útil para outros alunos. O material produzido – em diversos formatos, como vídeo, áudio etc. - é disponibilizado no blog do projeto e em seus perfis no Twitter e no Facebook.

Surgido apenas em 2013, o projeto já conta com cerca de 40 postagens, mas ainda há muitos obstáculos a serem superados. Alexsandra Barbosa, coordenadora do projeto, observa que uma das maiores dificuldades para conseguir material para manter as redes atualizadas é a falta de interesse de alguns alunos, pois sua colaboração ainda não pode ser convertida em carga horária complementar – algo que o projeto negocia junto a universidade. Outra barreira apontada por ela é a burocracia para que o conteúdo produzido chegue ao blog – ele é mandado por email para análise do LaTIC, que faz a edição antes que possa ser postado.

Para aumentar o número de visualizações - de quase 15 mil desde sua fundação- a ideia é passar a usar o Wordpress como principal fonte de postagem. Assim, cada aluno selecionado na triagem receberia um cadastro para  divulgar o conteúdo, tendo maior autonomia. Para manter uma padronização, os contribuintes teriam de concordar com o termo de uso, no qual estariam contidos informações sobre o formato solicitado. Atualmente, é concedido certificado aos participantes.

Para maiores informações acesse o site: http://uerjianospelomundo.latic.uerj.br/

Ou a página no Facebook: https://www.facebook.com/UerJianosPeloMundo